Je reste avec vous

Exposição de Fotografia

Lorena Morin

16 Mar
04 Mai

Je reste avec vous de Lorena Morin

Sita Valerie Massadian …“Acredito que o instinto é consciente, voluntário e, em relação ao controlo, é muito mais generoso. Tem tudo a ver com a forma como se dança com o mundo.

A Victor Hugo que declarou com muito orgulho: “O instinto é a alma de quatro, o pensamento é o espírito de pé” – eu diria que o instinto é a alma de pé com o espírito de quatro. É o pensamento que elabora e encontra uma explicação a dar aos que se esqueceram o que é estar de quatro.

O que mais existe para além do que instinto naquele dedo esticado a apertar o obturador, ali, naquele momento, naquela fração de segundo?

Perdido no meio dos álbuns de fotografias está um dicionário etimológico em vários volumes, então…

INSTINTO:

– Impulso interior e involuntário, que move a alma humana.

– Estimulação interna que determina o ser vivo a ser espontâneo, involuntário ou mesmo forçado; ação com finalidade de preservação ou reprodução; ou, mais precisamente, um modo de atividade do cérebro que leva à execução de um ato sem ter noção da sua finalidade. …”

Lorena Morin nasce nas Gran Canaria em 1973, vive e trabalha em Berlim. Estudou fotografia artística entre 1992 e 1995 em Boston, cinema em Barcelona e termina o curso de cinema nas Gran Canaria.

Imediatamente se juntou à equipa do Festival Internacional de Cinema de Las Palmas de Gran Canaria.

Um impacto importante na fotografia de Lorena, foi o facto de se ter rodeado de autores radicais e assistir aos seus filmes autorais.

É mãe de 5 filhos.

Desde 2007 fotografa e filma obsessivamente a sua família, construindo um projeto, em curso, que intitulou “Je reste avec vous”. É uma das fotógrafas do colectivo Temps Zero, um grupo internacional de artistas que trabalham com fotografia, filmes e som apresentando exposições e performances por toda a Europa. Publicou recentemente um livro com a Brazo de Papel/ Fotonoviembre chamado Himmelskörper.

 

Adorna

Rua do Rosário 147, Porto